Escolher lâmina para motoniveladora depende de diversos fatores como o tipo de trabalho, o tipo de solo e abrasividade do material que entrará em contato com ela. Entenda quais são as variáveis para esta escolha e quais as lâminas para motoniveladora mais indicadas para cada situação.

Lâmina de motoniveladora para aplicação geral

Caso a sua motoniveladora trabalhe em aplicações mais leves, mas em diferentes tipos de terrenos, recomenda-se o uso de lâmina curva ou plana de 16 mm (5/8“) ou 19 mm (3/4”). Lâminas mais espessas podem ser usadas quando o material é muito abrasivo e a penetração é secundária ao seu desgaste. Nestes casos, também é possível usar lâminas com largura aumentada (203 mm ao invés 152 mm). Isso implica que as lâminas maiores serão substituídas com menos frequência que as outras, com a consequente economia de custo e mão-de-obra.

Lâmina utilizada para nivelamento de terreno

No caso de nivelamento de terreno, são recomendadas lâminas curvas mais finas, como a de 1/2”, pois fornecem uma ótima penetração, mantendo a afiação por muito mais tempo. Além disso, o usuário descarta menos material no final da vida útil da lâmina.

Aplicação pesada (solo abrasivo)

São recomendadas lâminas planas e largas. As espessuras ideais são de 25 mm (1 pol.) ou 35 mm (1.3/8”), a largura ideal seria a de 254 mm (10”). Isso ocorre porque, além de aumentar o espectro, as lâminas planas são mais resistentes do que as curvas.

Aplicações em que a penetração máxima é necessária

Nesse caso, as lâminas serrilhadas são recomendadas, uma vez que a pressão transmitida da máquina para a lâmina é concentrada a partir desta nos pontos de contato com o solo, portanto, a pressão exercida em uma unidade de superfície é maior que a aplicável com os perfis contínuos Este tipo de lâmina para motoniveladora é específico para terrenos particularmente compactos. Lâminas serrilhadas podem ser encontradas nas versões planas ou curvas.

Aplicações especiais com lâmina de motoniveladora

No mercado são encontradas lâminas para motoniveladora com agregados de carboneto de tungstênio na superfície ou com inserções de carboneto de tungstênio em sua liga, pois geralmente são usadas ​​em aplicações muito abrasivas combinadas com operações de baixo impacto (solos com baixo teor de pedras e silício). O seu custo é muito superior ao das lâminas normais, uma vez que o tratamento de deposição ou inserção de tungstênio é um processo complicado e o próprio tungstênio é muito caro.

O Grupo ITR é um dos maiores fabricantes mundiais de lâminas e ferramentas de penetração no solo em geral, além disso, a qualidade das peças produzidas, aliada a performance em campo garantem o melhor custo/benefício do mercado.

Conheça nossa linha completa e entre em contato com um de nossos consultores através do 11 3340-7555.

Open chat