Existem algumas dezenas de variáveis que impactam a produtividade e vida útil do material rodante. Corrente, elos, buchas, roletes e rodas motriz e guia podem sofrer desgaste de diferentes formas, porém temos quatro fatores principais que são controláveis e por isso podem ser evitados.

Tensionamento de correntes

Manter as correntes muito esticadas podem desgastar as bucha de 50% a 75% mais rápido. A sugestão é seguir o padrão proposto pelo fabricante no manual do equipamento.

Largura das sapatas

Sapatas mais largas que o necessário para a flutuação da máquina diminui a vida útil do material rodante. O ideal é operar com a sapata mais estreita possível para o tipo de terreno em que o equipamento operará, pois assim reduz o impacto sobre o conjunto rodante e seu desgaste precoce.

Peso da máquina

É necessário respeitar o peso máximo de operação do equipamento. Exceder esse limite provoca não só o aumento do desgaste do material rodante, assim como aumento no consumo de combustível, deterioração de outras partes da máquina e compromete a segurança do operador.

Derrapagem das esteiras

Treinar e conscientizar o operador de como proceder com o equipamento também ajuda na prevenção do desgaste do material rodante. Deixa o equipamento patinar no solo impacta na força necessária para sua locomoção, reduzindo a vida útil do material rodante e causando desgastes desnecessários em outros componentes.

 

Conheça nossa linha completa de material rodante, clique aqui.

Open chat